Mamoplastia de aumento: o básico que você precisa saber

Mamoplastia de aumento: o básico que você precisa saber

Vias de Acesso: São 3 as principais vias de acesso (incisões). A prótese de mama pode ser colocada de forma periareolar ou seja, em volta da aréola. Através de incisão submamária, no sulco escondido abaixo das mamas ou através de uma corte na axila. Plano anatômico: O plano diz respeito ao local onde a prótese ficará localizada dentro da mama. Existem duas posições possíveis: embaixo da glândula ou abaixo do músculo. Tipos de prótese: Há vários formatos e modelos de próteses de mama, cada uma com uma indicação específica que depende do tipo de mama desejado pela paciente e do plano anatômico escolhido para colocação da prótese. Detre as variações entre os tipos de próteses, 3 são os principais: Perfil: Pode ser redondo, cônico ou anatômico a famosa prótese em gota. O perfil garante mais ou menos projeção às mamas e dá resultado mais ou menos aparente.   Conteúdo: Pode ser se silicone ou soro fisiológico (solução salina). Revestimento: Liso ou Texturizado prótese que tem tornado ainda mais rara a contratura capsular. Cada tipo de via de acesso, plano anatômico, formato de prótese, conteúdo ou revestimento tem suas vantagens e desvantagens e as aplicações variam de acordo com a anatomia e objetivos da paciente. A escolha dessas 3 características deve ser avaliada em parceria com o médico, que deve explicar todas os benefícios e prejuízos de cada técnica. Ao fazer sua consulta de avaliação com o Dr. André Mattos, tudo será extremamente bem explicado.   Outros posts que você vai gostar: Mamoplastia de aumento: o básico que você precisa saber Vias de Acesso: São 3 as principais vias de...
Por que tantos tipos de Lipoaspiração?

Por que tantos tipos de Lipoaspiração?

Muitos pacientes me trazem questionamentos sobre os tipos de lipoaspiração, a cirurgia mais requisitada no Brasil e nos Estados Unidos, os líderes de cirurgia plástica em todo o mundo. É bem simples, todos os procedimentos chamados lipoaspiração têm o mesmo roteiro: 1) incisão de poucos milímetros. 2) injeção da Solução de Klein 3) uso de cânula para aspirar a gordura. Assim, atualmente todas as lipoaspirações podem ser chamadas previamente de hidro-lipos pois utilizam a solução de Klein, que entumece a gorduram, facilita o procedimento e elimina diversos riscos. Os nomes técnicos e que muitas vezes são usados comercialmente para “vender a cirurgia” dependem exatamente da cânula utilizada no procedimento, no passo 3: – Lipo ultrassônica: Nesse tipo de lipo, primeiramente se utiliza uma cânula com ultrassom na ponta, que liquefaz a gordura e facilita o procedimento posterior na retirada da gordura com cânula tradicional. – Lipo à laser: Na lipo à laser o procedimento se dá com uma cânula com laser na ponta que tem objetivo semelhante ao processo do ultrassom.   – O mesmo se aplica a vibrolipoaspiração, só que a cânula ao invés de usar laser ou ultrassom, utiliza a vibração para facilitar o processo. Em resumo, são diversas técnicas e o paciente não precisa se preocupar com o tipo de lipoaspiração que será submetido. A única coisa a se fazer é investir tempo na pesquisa para saber se seu cirurgião é competente. Se isso for feito e o procedimento se der obrigatoriamente em ambiente hospitalar, você pode se sentir seguro.   Deixe seu melhor e-mail e receba apenas 1 e-mail mensal com novidades (sem...
Cirurgia de Pálpebras – Blefaroplastia em Niterói

Cirurgia de Pálpebras – Blefaroplastia em Niterói

Fatores como idade, textura da pele, distúrbios da acuidade visual, problemas emocionais e outros, poderão deixar como consequência sua marca na região das pálpebras. A pele das pálpebras tem uma espessura muito fina, sendo a primeira a demonstrar sinais de envelhecimento facial. O cirurgião plástico fará uma análise profunda para intervir somente naqueles setores que possam se beneficiar com a cirurgia. A cirurgia plástica nas pálpebras ou blefaroplastia corrige os excessos de pele/gordura e flacidez muscular do território palpebral, melhorando em certos casos também o aspecto funcional, como no caso em que a queda da pele desta região prejudica o campo visual. Indicação Acúmulo de bolsas palpebrais, queda da pálpebra e a perda de definição no sulco palpebral. A blefaroplastia também corrige a queda da pele da pálpebra superior que atrapalha a visão. Anestesia utilizada Pela extensão da cirurgia e boa qualidade dos anestésicos, a maioria dos casos de cirurgia plástica nas pálpebras é operada sob anestesia local e sedação. Dependendo da vontade do paciente, poderão ser feitas sob anestesia geral. Reserva-se esta última conduta para os casos em que clinicamente está contraindicada a anestesia local ou mesmo, quando a blefaroplastia esteja sendo feita simultaneamente a outras cirurgias. As cicatrizes são visíveis? Onde se localizam? Sendo a pele das pálpebras de espessura muito fina, as cicatrizes tendem a ficar praticamente disfarçadas nos sulcos da pele após a blefaroplastia. Para tanto, deve ser esperado o período de maturação da cicatriz (3 meses). Pela sua localização, são passíveis de serem disfarçadas com uma maquiagem leve, desde os primeiros dias. Tempo de cirurgia Normalmente, a cirurgia plástica nas pálpebras dura em torno...
Abdominoplastia: 10 coisas que você precisa saber sobre a plástica do abdome

Abdominoplastia: 10 coisas que você precisa saber sobre a plástica do abdome

No ranking das cirurgias estéticas mais desejadas pelas mulheres, a abdominoplastia já está entre as primeiras. Será que quem procura por esse procedimento sabe se os resultados reais combinam com o sonho da barriga sequinha? Segundo um estudo feito pelo instituto de pesquisas Ideafix, a pedido da Mentor Worldwide LLC, fabricante de produtos médicos, a abdominoplastia já ultrapassou a colocação de prótese de silicone nos seios e está em segundo lugar na lista dos procedimentos mais desejados pelas mulheres de 18 a 45 anos, atrás apenas da lipospiração. Reunimos então as 10 dúvidas mais comuns sobre a cirurgia para você entendê-la melhor! 1. Como é feita a abdominoplastia? Quando a mulher engravida ou engorda muito, o abdômen dilata e os músculos da região se afastam. Depois que o bebê nasce ou os quilos vão embora, eles podem voltar ao normal ou, então, permanecer um pouco separados. “Nesse caso, reposicionamos essa estrutura ao fazer uma costura com vários pontos, chamada de plicatura”, explica o cirurgião Wilson Cintra Júnior, do Hospital das Clínicas, em São Paulo. O excesso de pele é puxado para baixo e cortado. Depois, a costura é feita horizontalmente, na altura dos pelos pubianos, e o buraquinho do umbigo é refeito. 2. Verdade que a cicatriz é muito grande? Depende. Quanto menor a retirada de pele e de gordura, menor o tamanho da marca. “Além disso, não dá para prever exatamente se ela vai ficar mais suave ou perceptível porque depende da genética da paciente”, explica Bárbara Machado. “Digo sempre que há uma troca: você melhora o contorno do corpo e, com isso, ganha uma cicatriz que pode,...
Cirurgia Plástica para Ex-Obesos – Plástica Pós Grandes Perdas Ponderais em Niterói

Cirurgia Plástica para Ex-Obesos – Plástica Pós Grandes Perdas Ponderais em Niterói

A cirurgia plástica pós-bariátrica ou a plástica para ex-obesos é um conjunto de cirurgias plásticas para corrigir as alterações corporais após grande perda ponderal, mais notadamente a flacidez que é o resultado de toda grande perda de peso, que também pode ser decorrente de dieta natural, sem intervenção. Muito mais comum atualmente, a cirurgia bariátrica e a gastroplastia geram grande número de ex-obesos que têm na cirurgia plástica uma necessidade posterior para melhoria do aspeto estético corporal em várias regiões. O tratamento do ex-obeso é feito em etapas, onde se programa uma cirurgia para cada região. A realização de vários procedimentos em um único tempo cirúrgico não é bem vinda, já que as áreas que necessitam intervenção, apesar de variar de acordo com a quantidade de perda de peso e até mesmo com a genética do paciente, podem ser variadas, mais notadamente: mamas, abdome, dorso, braços, pernas, glúteos e face. Abdominoplastia em Ex-Obeso (Abdômen) Os excessos de pele e gordura que ocorrem após a gastroplastia são, no abdômen, não somente no sentido vertical (de cima para baixo), mas também no sentido circunferencial (ao redor, na cintura). Após nossa avaliação criteriosa decidimos juntamente com o paciente se a abdominoplastia será realizada pela técnica clássica (que trata apenas o excesso longitudinal), ou pela técnica em âncora, também denominada Flor-de-Lis. Esta última resulta em uma cicatriz em “T” invertido no abdômen, mas trata a flacidez tanto no sentido longitudinal, quanto no circunferencial. Esta técnica é reservada para os casos mais severos. A cirurgia plástica do abdômen pós-cirurgia bariátrica é realizada utilizando os mesmos princípios dos pacientes sem gastroplastia. Apresenta evolução usual independente da técnica utilizada, e tem a mesma...